Podcasts de história

Pittsburgh I SwGbt - História

Pittsburgh I SwGbt - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Pittsburgh

eu

(SwGbt: t. 512; 1. 175 ', b. 51'6 ", dr. 6'; cpl. 200, a. 6 32-par,
3 8 ", 4 42-pdr.r.)

O primeiro Pittsburgh (freqüentemente soletrado Pittsburg), uma canhoneira blindada de roda lateral, foi construído sob contrato do Departamento de Guerra por James B. Eads, St. Louis, Mo. em 1861, e comissionado em janeiro de 1862, o tenente Egbert Thompson no comando.

Juntando-se à flotilha de canhões ocidentais do oficial Andrew H. Foote no serviço de patrulha fluvial, Pittsburgh atacou o Forte Donelson em 14 de fevereiro de 1862 e foi danificado por contra-fogo. O apoio das canhoneiras contribuiu muito para a captura do forte estratégico dois dias depois.

Reparada, ela atacou a ilha nº 10 em 3 de abril, depois acionou suas baterias ao anoitecer do dia 7 de abril, sendo açoitada por uma forte tempestade e também por 73 armas da ilha. Essa ousada façanha tornou possível para ela e Caronelet demolirem baterias abaixo de New Madrid naquele mesmo dia, abrindo caminho para o Exército cruzar o Mississippi.

Pittsburgh prestou serviço contínuo na longa série de operações que tirou o controle do baixo Mississippi da Confederação. Sua flotilha, anteriormente sob controle do Exército, ficou sob o comando naval em 1º de outubro de 1862. Os destaques de seu serviço foram as operações contra Plum Point

Bend, Fort Pillow e Memphis em abril, maio e junho de 1862, a Expedição Steele's Bayou de março de 1863 e a passagem das baterias de Vicksburg em 16 de abril de 1863. Ela liderou o ataque às baterias em Grand Gulf em 29 de abril, e foi fortemente danificada durante o engajamento de cinco horas e meia que garantiu o controle da União de um trecho importante do rio, tornando possível para Grant cruzar o rio e atacar Vicksburg do resr. A forte fortaleza do rio Confederado rendeu-se no dia 4 de julho, permitindo que o presidente Abraham Lincoln finalmente relatasse: "O Pai das Águas flui desavisado para o mar."

As missões de patrulha e bombardeio no Mississippi foram interrompidas no ano seguinte quando Pittsburgh se juntou à Expedição Red River de março a maio de 1864. No final da guerra, ela descomissionou em Mound City e foi vendida lá em 29 de novembro de 1865.


História de Pittsburgh

o história de pittsburgh começou com séculos de civilização nativa americana na moderna região de Pittsburgh, conhecida como "Dionde: gâ '" na língua Sêneca. [1] Eventualmente, exploradores europeus encontraram a confluência estratégica onde os rios Allegheny e Monongahela se encontram para formar o Ohio, que leva ao rio Mississippi. A área se tornou um campo de batalha quando a França e a Grã-Bretanha lutaram pelo controle na década de 1750. Quando os britânicos venceram, os franceses cederam o controle dos territórios a leste do Mississippi.

Após a independência americana em 1783, a vila em torno de Fort Pitt continuou a crescer. A região viu a curta Rebelião do Uísque, quando os fazendeiros se rebelaram contra os impostos federais sobre o uísque. A Guerra de 1812 cortou o fornecimento de produtos britânicos, estimulando a manufatura americana. Em 1815, Pittsburgh já produzia grandes quantidades de produtos de ferro, latão, estanho e vidro. Na década de 1840, Pittsburgh havia crescido e se tornado uma das maiores cidades a oeste das Montanhas Allegheny. A produção de aço começou em 1875. Durante os distúrbios ferroviários de 1877, foi o local da maior violência e danos em qualquer cidade afetada pelas greves nacionais daquele verão. Trabalhadores protestaram contra cortes de salários, queimando prédios nos pátios ferroviários, incluindo 100 locomotivas e mais de 1.000 vagões. Quarenta homens foram mortos, a maioria deles grevistas. Em 1911, Pittsburgh produzia metade do aço do país.

Pittsburgh foi um reduto do partido republicano até 1932. O crescente desemprego da Grande Depressão, os programas de alívio do New Deal e a ascensão de poderosos sindicatos trabalhistas na década de 1930 transformaram a cidade em um reduto liberal da Coalizão do New Deal sob poderosos prefeitos democratas. Na Segunda Guerra Mundial, foi o centro do "Arsenal da Democracia", produzindo munições para o esforço de guerra Aliado conforme a prosperidade retornava.

Após a Segunda Guerra Mundial, Pittsburgh lançou um projeto de revitalização cívica e de ar puro conhecido como "Renascimento". A base industrial continuou a se expandir durante a década de 1960, mas depois de 1970 a competição estrangeira levou ao colapso da indústria do aço, com demissões em massa e fechamento de fábricas. A principal sede corporativa mudou na década de 1980. Em 2007, a cidade perdeu seu status de importante centro de transporte. A população da área metropolitana de Pittsburgh está se mantendo estável em 2,4 milhões - 65% de seus residentes são descendentes de europeus e 35% são minorias.


Quem está contratando em Pittsburgh? Microsoft, Philips, Carnegie Museum of Natural History e mais - 4/8/21

A Microsoft está procurando um gerente de operações de negócios e programa de amp para dar suporte às operações de negócios, planejamento, geração de relatórios e gerenciamento de mudanças como parte da equipe de gerenciamento de negócios da Américas Azure Cloud e AI.

O Attack Theatre busca um contador para monitorar os orçamentos anuais e de projeto, preparar relatórios mensais, coordenar os procedimentos de fechamento de final de ano, registrar as transações financeiras diárias e muito mais.

Marketing e Comunicações

A Adagio Health está contratando um Coordenador de Relações Externas para auxiliar com arquivos internos, bancos de dados de arrecadação de fundos, compras de marketing e mídia, itens promocionais, atualizações de sites, eventos de divulgação, tarefas administrativas e muito mais.

Carnegie Museum of Natural History busca um desenvolvedor da Web para colaborar com designers e escritores de conteúdo para criar uma experiência de site, incluindo o desenvolvimento de aplicativos da web, infraestrutura digital, projetos digitais voltados para o visitante e muito mais.

O SPACE tem uma vaga para um Coordenador da Coalizão que auxilia em todos os aspectos do planejamento estratégico, desenvolvimento da coalizão e planejamento e execução da irmandade.

SLB Radio Productions busca um Educador de Pessoal para ministrar workshops e aulas para crianças, jovens e adultos com foco no uso de áudio para autoexpressão, história oral, jornalismo, justiça social, podcasting e outras aplicações.

A Philips tem uma vaga para um estrategista de design para projetar soluções que reúnam software, produtos e serviços.

Administrativo

A Carlow University busca um Assistente Administrativo II para fornecer suporte administrativo e organizacional para o Departamento de Arte, Comunicação e Inglês e o Departamento de Negócios, Gestão e Ética.

De Meio Ambiente

A Audubon Society of Western Pennsylvania está contratando um Coordenador de Bacias Hidrográficas de Buffalo Creek para auxiliar na implementação de um plano de 10 anos e supervisionar as atividades de educação ambiental no Parque Natural Buffalo Creek.

Manufatura Avançada

Arcosa tem uma vaga para um Coordenador Técnico de Prática de Moldagem para supervisionar os processos de moldagem e criação de machos para produtos, criar instruções de operação, auxiliar na manufatura enxuta e muito mais.

A Universal Stainless está procurando um Operário de Produção para auxiliar o pessoal do departamento, mover e transportar materiais, pesar e posicionar produtos, operar equipamentos móveis e guindastes e muito mais.

O Pittsburgh Post-Gazette HiringPittsburgh Virtual Hiring Fair acontece na quinta-feira, 29 de abril, das 10h00 às 14h00 Registre-se aqui.

Arquiteto de projeto na Indovina Associates Architects: A Indovina Associates Architects busca um arquiteto de projeto enérgico, criativo e assertivo para se juntar à nossa empresa de arquitetura e design de interiores com serviço completo. IAA atualmente tem a oportunidade de um arquiteto de projeto se juntar à nossa empresa de profissionais de design e equipe de apoio.
Postado em 18 de junho de 2021

Arquiteto graduado e estagiário na Indovina Associates Architects: IAA atualmente tem uma oportunidade para arquitetos graduados e estagiários se juntarem à nossa empresa de profissionais de design e equipe de apoio. Esta posição exigirá uma atitude colaborativa levando ao potencial de liderança de equipe, participando de vários projetos de equipe e interagindo com os clientes.
Postado em 18 de junho de 2021

Diretor de Vendas da Optimus Technologies: A Optimus procura um Diretor de Vendas dinâmico, organizado e focado no cliente para nos ajudar a atingir os nossos ousados ​​objetivos, auxiliando as frotas na redução das suas emissões de carbono e no cumprimento de metas de sustentabilidade ambiental, ao mesmo tempo que dá um apoio integral ao crescimento da nossa empresa.
Postado em 17 de junho de 2021

Gerente de Projetos Imobiliários na City of Bridges: A missão da City of Bridges Community Land Trust é construir a propriedade da comunidade que preserve a acessibilidade permanente, capacite os indivíduos e garanta um crescimento e administração responsáveis. Procuramos um Gerente de Projetos com experiência imobiliária. Inscreva-se aqui.
Postado em 16 de junho de 2021

Gerente de programa no Veterans Place of Washington Boulevard: A Veterans Place está procurando um gerente de programa para fornecer supervisão administrativa e de programa a toda a equipe clínica e do programa, garantindo que os serviços sejam fornecidos de acordo com as leis locais, estaduais e federais e estejam em conformidade com os requisitos contratuais.
Postado em 15 de junho de 2021

Diretor de colocação na Manchester Bidwell Corporation: O Diretor de Colocação apóia os alunos atuais, recém-formados e ex-alunos em seus esforços para garantir um emprego significativo que utilize o conhecimento, as habilidades e as habilidades adquiridas por meio dos programas de treinamento de carreira do Bidwell Training Center.
Postado em 15 de junho de 2021

Evento de recrutamento na Highmark Health: Aqueça sua carreira na Allegheny Health Network! Estamos realizando um evento de recrutamento pessoal em QUATRO locais diferentes no dia 24 de junho. Nossos recrutadores estarão lá para responder às suas perguntas e contar mais sobre nossas notáveis ​​Carreiras AHN. Perguntas? Email [email protected]
Postado em 14 de junho de 2021

Coordenador de soluções digitais no Senator John Heinz History Center: O Centro de História da Heinz está procurando um Coordenador de Soluções Digitais para apoiar seu site organizacional (www.heinzhistorycenter.org), outros sites afiliados e sistemas transacionais online.
Postado em 11 de junho de 2021

Gerente de marketing digital no Senator John Heinz History Center: O Senador John Heinz History Center, afiliado do Smithsonian e o maior museu de história da Comunidade da Pensilvânia, está atualmente procurando um gerente de marketing digital para gerenciar suas plataformas de mídia social e campanhas de marketing por e-mail.
Postado em 11 de junho de 2021

Especialista em Recursos Humanos e Operações na VLN Partners: A VLN Partners, uma empresa educacional com sede em Pittsburgh, busca um especialista em RH e operações para auxiliar no desenho e execução de políticas e procedimentos que fomentam uma cultura de alto desempenho voltada para o funcionário.
Postado em 09 de junho de 2021

Conservacionista de recursos no Distrito de Conservação do Condado de Allegheny: O Distrito de Conservação do Condado de Allegheny (ACCD) faz parte de uma rede regulatória nacional com a missão de proteger, conservar, promover e melhorar nossos recursos naturais. A ACCD está contratando um Conservacionista de Recursos em tempo integral para conduzir revisões e inspeções de licenças.
Postado em 09 de junho de 2021

Engenheiro de front-end na 3M: Como um engenheiro de front-end talentoso, você terá a oportunidade de explorar sua curiosidade e colaborar com algumas das pessoas mais inovadoras e diversificadas do mundo.
Postado em 08 de junho de 2021

Engenheiro de software Java na 3M: Engenheiro de software Java. Como engenheiro de software, você terá a oportunidade de explorar sua curiosidade e colaborar com algumas das pessoas mais inovadoras e diversificadas do mundo.
Postado em 08 de junho de 2021

Técnico de Pesquisa na Novasenta, uma empresa do portfólio da UPMC Enterprises: Realiza atividades laboratoriais para apoiar os esforços de desenvolvimento de terapia da Novasenta Inc., uma startup de biotecnologia financiada pela UPMC Enterprises com foco no desenvolvimento de novas terapias contra o câncer que visam mecanismos imunorregulatórios no microambiente tumoral, reportando-se ao Cientista Pesquisador.
Postado em 07 de junho de 2021

Assistente Social do Hospice no Bethany Hospice and Palliative Care: Vaga de assistente social em hospício em tempo integral (MSW) agora aberta!
Postado em 07 de junho de 2021

Hospice RN no Bethany Hospice e Cuidados Paliativos: Estamos procurando um RN atencioso em tempo integral para se juntar à família Bethany.
Postado em 07 de junho de 2021

Diretor de Operações e Parcerias Cívicas da Pittsburgh Parks Conservancy: Pittsburgh Parks Conservancy é uma organização sem fins lucrativos que trabalha em estreita colaboração com a cidade de Pittsburgh sob uma parceria oficial de interesse público para restaurar os parques da cidade. Esta posição fornece liderança estratégica para iniciativas de promoção de equidade, defesa, infraestrutura verde e sustentabilidade.
Postado em 07 de junho de 2021

Auditoria sênior ou gerente na H2R CPA: H2R CPA está buscando um Auditor Sênior ou Gerente voltado para a carreira para uma oportunidade de crescimento em nosso Departamento de Contabilidade e Garantia e um papel de liderança na entrega de um serviço superior ao cliente.
Postado em 07 de junho de 2021


O "H" está de volta!

A nova grafia oficial foi rejeitada por muitas pessoas na cidade. O Pittsburgh Gazette recusou-se a adotar a decisão do Conselho, assim como a Pittsburgh Stock Exchange e a University of Pittsburgh. Os documentos oficiais da cidade continuaram a usar a grafia antiga. Respondendo à pressão crescente, o Conselho reverteu a decisão em 19 de julho de 1911, e a grafia de Pittsburgh foi restaurada após 20 anos de contenção.

Muitas cidades nos Estados Unidos com o nome da cidade de Pittsburgh, como Pittsburg, Kansas e Pittsburg, Califórnia, continuam a usar a grafia "Pittsburg" em seus nomes. Outros municípios independentes, como o distrito de East Pittsburgh, Pensilvânia, refletem a grafia moderna.


Motivo do bloqueio: O acesso de sua área foi temporariamente limitado por razões de segurança.
Tempo: Dom, 20 de junho de 2021 20:50:56 GMT

Sobre Wordfence

Wordfence é um plugin de segurança instalado em mais de 3 milhões de sites WordPress. O proprietário deste site está usando o Wordfence para gerenciar o acesso ao site.

Você também pode ler a documentação para aprender sobre as ferramentas de bloqueio do Wordfence e # 039s ou visitar wordfence.com para saber mais sobre o Wordfence.

Gerado por Wordfence em Sun, 20 Jun 2021 20:50:56 GMT.
Horário do seu computador:.


Conteúdo

Pittsburgh foi nomeado em homenagem a William Pitt, primeiro conde de Chatham, freqüentemente referido como William Pitt, o Velho, para distingui-lo de seu filho William Pitt, o Jovem.

O sufixo burgo é a língua escocesa e cognato do inglês escocês da língua inglesa bairro, que tem outros cognatos em palavras e nomes de lugares em várias línguas indo-europeias. Historicamente, esse morfema foi usado em nomes de lugares para descrever um local como sendo defensável, como uma colina, um forte ou um povoado fortificado. [1] [nota 1]

Pittsburgh recebeu esse nome quando as forças britânicas capturaram o Fort Duquesne durante a Guerra da França e da Índia (Guerra dos Sete Anos). As primeiras referências conhecidas ao novo nome do assentamento estão em cartas enviadas pelo general John Forbes, datadas de 26 e 27 de novembro de 1758, relatando a captura do forte. Em cópias e citações dessas cartas em fontes posteriores, o nome de Pittsburgh é escrito com e sem o h, e às vezes com um o antes de o você. [nota 2] Como escocês, o General Forbes provavelmente pronunciou o nome / ˈ p ɪ t s b ər ə / PITS -bər-ə, semelhante à pronúncia de "Edimburgo", como diria um escocês: / ˈ ɛ d ɪ n b ər ə / (ouvir) ED -in-bər-ə. [10] [11] [12] O nome apareceu na impressão pelo menos já em 14 de dezembro de 1758, quando o Gazeta da Pensilvânia publicou uma carta escrita por um membro do exército da Forbes de "Pittsburgh (antigo Fort Duquesne)". [13]

Por muito tempo, houve pouca consideração pela uniformidade na grafia do nome de Pittsburgh. [14] Os primeiros documentos municipais e diretórios de cidades geralmente soletravam o nome com um final h, [15] mas a carta é notavelmente omitida na carta constitutiva da cidade promulgada pelo legislativo estadual em 1816. [14] A variação na grafia persistiu ao longo do século XIX. Em 1890, alguns jornais locais estavam usando a versão final h e alguns não. [14]

Editar decisões do conselho federal

Em 1890, o Conselho de Nomes Geográficos dos Estados Unidos foi criado para estabelecer o uso uniforme de nomes de lugares em todos os departamentos e agências do governo dos EUA. Para orientar seus esforços de padronização, o Conselho adotou treze princípios gerais, um dos quais foi o -h deve ser retirado dos nomes de lugares que terminam em -burgh. [16] O Conselho compilou um relatório de "decisões" de nomes de lugares em 1891, no qual o nome de Pittsburgh para fins do governo federal foi processado Pittsburg. [17] [nota 3]

Em apoio à sua decisão em favor do Pittsburg ortografia, o Conselho fez referência à carta da cidade de 1816. A decisão completa e a justificativa do Conselho são as seguintes:

Pittsburg. Pensilvânia.
A cidade foi fundada em 1816, e seu nome foi soletrado sem o h, e sua forma oficial ainda é Pittsburg. o h parece ter sido adicionado pelo Departamento dos Correios e, por meio dessa ação, o uso local parece ter se dividido. Enquanto a maioria dos jornais locais imprime sem o h, alguns outros usam o final h. [18]

As decisões do Conselho eram obrigatórias para todas as agências do governo federal, incluindo os Correios. Fora do governo federal, as decisões, embora altamente influentes, [17] não eram oficialmente vinculativas. [19] O governo da cidade de Pittsburgh continuou a usar a grafia com o h, [10] assim como instituições locais como o Pittsburgh Gazeta, a Bolsa de Valores de Pittsburgh e a Universidade de Pittsburgh. [14] Em 1908, um comitê da Câmara de Comércio de Pittsburgh, após realizar uma revisão de documentos históricos, endossou Pittsburgh como a forma correta de soletrar o nome da cidade e buscava obter o reconhecimento federal dessa grafia. [20] Respondendo à crescente pressão e, no final, à pressão política do senador George T. Oliver, o conselho de nomes se inverteu e acrescentou um h à grafia da cidade em 19 de julho de 1911. [14] A carta enviada ao senador Oliver para anunciar esta decisão, datada de 20 de julho, afirmava:

Exmo. George T. Oliver, Senado dos Estados Unidos:


Senhor: Em uma reunião especial do Conselho Geográfico dos Estados Unidos realizada em 19 de julho de 1911, a decisão anterior com relação à grafia de Pittsburgh sem um H final foi reconsiderada e a forma abaixo foi adotada:

Pittsburgh, uma cidade na Pensilvânia (não Pittsburg).

Com a controvérsia ortográfica amplamente resolvida, o h-sem forma do nome da cidade caminhava para a extinção. Houve alguns obstáculos: o jornal de maior circulação da cidade, The Pittsburg Press, aderiu à grafia mais curta até 1921 [22] The Pittsburg Dispatch e O líder de Pittsburg fez isso até cessar a publicação em 1923. [23]

Muitas cidades nos Estados Unidos com o nome da cidade de Pittsburgh, como Pittsburg, Kansas, Pittsburg, Califórnia e West Pittsburg, Pensilvânia, continuam a usar o Pittsburg soletrando em seus nomes. Outros municípios independentes, como o distrito de East Pittsburgh, Pensilvânia, refletem a grafia moderna.

Editar cartão de beisebol

Talvez a referência mais familiar ao Pittsburg a grafia está no renomado card de beisebol do T-206 de 1909 da lenda do Pittsburgh Pirates, Honus Wagner. Sua escassez, mesmo na época, combinada com a reputação de Wagner como um dos maiores jogadores da história do beisebol, tornou-o o card de esportes mais valioso de todos os tempos, com um exemplar imaculado rendendo $ 2,8 milhões em leilão. [24] Foi caracterizado como o "Santo Graal" dos cartões de beisebol. [25] O nome da cidade exibido na camisa de Wagner no cartão era uma adição artística que não aparecia nos uniformes dos Piratas da época. [26] [27] O retrato de Wagner faz com que pareça que poderia haver um H no final, cortado pela borda da imagem, mas essa noção é contrariada pelo aparecimento de "PITTSBURG" na legenda subjacente e em outros retratos de pirata do conjunto de cartas T-206.

O -h na cultura de Pittsburgh Editar

A presença do -h no final da palavra Pittsburgh é ocasionalmente reconhecido na cultura de Pittsburgh. Muitas vezes é processado como PGH. Por exemplo, a abreviatura do Aeroporto Internacional de Pittsburgh é PIT, enquanto a abreviatura da Union Station é PGH. A afiliada da Fox na área atende suas ligações, WPGH-TV a partir desta. Uma recente visão lúdica da final -h do Pittsburgh aparece em nome da marca de água engarrafada da Autoridade de Água e Esgoto de Pittsburgh: PGH2O, que é uma maleta da abreviatura PGH e o nome químico da água, H2O. [28] "Da 'Burgh" ou "Da Burgh" é um apelido local e afetuoso para a cidade. Em homenagem à história da cidade, o "Pittsburg Plunge" no parque Kennywood mantém a grafia alternativa sem o h.


Recusa e fechamento

Conforme a paisagem industrial de Pittsburgh mudou, o perfil de Connelley também mudou. Com o passar dos anos, adquiriu novas identidades, mudando seu nome para “escola profissional” em 1931, “Skill Learning Center” na década de 1970 e, finalmente, “Instituto Técnico e Centro de Educação de Adultos” duas décadas depois. Mas, apesar desses ajustes progressivos, Connelley não conseguiu sobreviver ao colapso da economia enferrujada. As matrículas diminuíram junto com a população de Pittsburgh até que, finalmente, em 2004, o Conselho de Educação fechou completamente.


Músicos de jazz de Pittsburgh

É conhecido entre os aficionados do jazz que Pittsburgh tem uma cena de jazz extraordinária.

Você não consegue encontrar a amplitude e a qualidade do jazz acontecendo em Pittsburgh, em nenhuma cidade deste tamanho, em qualquer lugar.

O legado é real.

Antigamente, todos os grandes nomes do jazz passavam pelo 'Burgh em seu caminho entre Nova York e Chicago. As crianças cresceram nos anos 30, 40 e 50 vendo seus heróis pessoalmente praticamente todas as noites da semana. E eles aprenderam com eles, assistiram, ouviram e captaram aquelas ótimas vibrações, sons e movimentos que você ainda vê e ouve hoje nos clubes de jazz de Pittsburgh, seus teatros, clubes e pubs, incluindo CJs no Strip District e Manchester Craftsmen's Guild's MCG Série de jazz no lado norte. Além disso, não perca o Pittsburgh JazzLive International Festival anual, todo mês de junho, no centro de Pittsburgh.

As lendas são muitas que o talento poderia preencher qualquer Jazz Hall of Fame. Alguns não estão mais conosco, mas deixaram uma marca indelével no som do jazz de Pittsburgh.

No paraíso do jazz, esta banda de grandes nomes de Pittsburgh diverte os santos:

Baixo: Ray Brown, Paul Chambers
Bateria: Art Blakey, Kenny Clark
Violão: Joe Pass
Teclados: Erroll Garner, Walt Harper, Earl "Fatha" Hines, Dodo Marmarosa, Mary Lou Williams
Saxofone: Stanley Turrentine
Trombone: Randy Purcell, Tommy Turk
Trompete: Roy Eldridge
Escrito por: Billy Strayhorn
E cantada por: Billy Eckstine, Lena Horne, Eddie Jefferson, Dakota Staton, Maxine Sullivan

E a batuta foi passada para os artistas de hoje que seguem a tradição. Muitos dos artistas de hoje têm genes do jazz passados ​​de pai para filho e filha, irmão para irmã, irmão para irmão, tio para sobrinho, avô para neto. É assim que o jazz é em Pittsburgh, família, um modo de vida.

Aliquo, Don Sr. e Jr. no sax
Ashby, Jay e Marty no trombone e guitarra, respectivamente
Benack, Benny Sr., Jr. e III no trompete e sax, respectivamente
Betters, Harold e Jerry no trombone e bateria / voz, respectivamente
Brooks, Cecil I e ​​II também na bateria
Budway, David e Maureen no piano e na voz, respectivamente
Cardillo, Bobby e Harry no piano
DePaolis, Don e Tony, no piano e na base, respectivamente
Heid, George e Bill, bateria e teclado, respectivamente
Humphries, Roger e Greg na bateria

Outros Pittsburghers ouvidos pela cidade e arredores incluem:
Baixo: Dwayne Dolphin, Paul Thompson, Virgil Walters
Bateria: Watts "Tain"
Violão: George Benson, Joe Negri, James "Blood" Ulmer
Teclados: Howie Alexander, David Budway, Frank Cunimondo, Craig Davis, Ahmad Jamal, Max Leake
Saxofone: Kenny Blake, Nathan Davis, Robbie Klein, Eric Kloss, Lew Stellute
Trombone: Jay Ashby, Harold Betters, Al Dowe, Slide Hampton
Trompete: Sean Jones, John Wilson
Escrito por: Sammy Nestico
Cantado por: Maureen Budway, Etta Cox, Jessica Lee, Tim Stevens


História da Jazzes Up Sênior

Aço clamoroso, orações judaicas, grandes bandas, o barulho de carros: esses sons constroem a paisagem sonora do álbum do major da música David Zahniser, "The Crossroads", que explora a história do Hill District de Pittsburgh, ligando histórias da herança judaica e afro-americana.

Antes da chegada em massa de afro-americanos à Cidade do Aço como parte da Grande Migração, a Colina cresceu como lar de imigrantes da classe trabalhadora no final do século 19, principalmente da Europa Oriental. Esta população incluía muitos judeus. No século 20, o Hill District se tornou o centro da comunidade afro-americana de Pittsburgh e hospedou um dos lugares mais vibrantes do país para jazz e organizações afro-americanas. Separadas temporariamente, essas duas ondas de imigrantes compartilhavam a mesma atração para os empregos oferecidos pelas siderúrgicas de Pittsburgh.

As seis músicas de Zahniser conectam essas histórias da classe trabalhadora ao longo do tempo em uma experiência imersiva em várias camadas. Ele completou a maior parte do trabalho no verão passado, apoiado por uma bolsa Brackenridge, mas recentemente apresentou a história e o conceito via Zoom em abril.

No álbum, melodias, orações e celebrações judaicas padrão são misturadas com jazz: “Basicamente, fiz cada uma dessas músicas em um estilo de jazz diferente para tentar iluminar a história do jazz e o que estava acontecendo na trajetória musical afro-americana, ”Disse Zahniser.

"Crossroads" também leva o nome de uma citação do famoso poeta renascentista do Harlem Claude McKay, na qual ele chamou o Hill District de "a encruzilhada do mundo".

Kenneth Powell, professor de música e mentor de Zahniser no projeto, disse que embora a maioria das pessoas esteja familiarizada com o termo "caldeirão" e possa usá-lo para o Hill, faz mais sentido considerar a área uma "tigela de salada", onde cada ingrediente “representa algo importante para a composição total da salada sem perder a autenticidade”. Muito parecido com o álbum, disse ele, cada peça retém seus próprios elementos e contribui "harmoniosamente - sem trocadilhos" para a vibração do Hill.

Zahniser também não negligencia a dolorosa história de discriminação que permeou a área. Presa por todos os lados pela segregação, a vibrante cultura musical que emergiu do Hill surgiu para sobreviver. Zahniser conecta esse confronto com práticas discriminatórias à história dos imigrantes judeus mais recentes no Hill, refletindo sua história como um “viveiro socialista” cheio de imigrantes da classe trabalhadora exigindo direitos trabalhistas.

“Havia muito fervor socialista no distrito de Hill” em meados do século, ele explicou.

Com a década de 1960, veio o desmantelamento deliberado do Hill District pelos planejadores urbanos de Pittsburgh, cujos efeitos continuam a reverberar na comunidade hoje.

Amarrando as lutas do histórico Hill até os dias atuais, Zahniser interpola sons dos protestos de 2020 após a morte de George Floyd e uma reclamação particularmente comovente de um residente que diz “Eu tenho que sair do Hill apenas para conseguir medicamentos”. Terminar o álbum desta forma lembra aos ouvintes que a história não simplesmente desaparece, mas molda nossa realidade atual.

Zahniser disse que explorar essa história o ajudou a se conectar com a história e a comunidade de Pittsburgh, mas enfatizou que o álbum representa apenas “uma pequena ponta do iceberg da história real de Hill District”.

Disse Powell sobre o esforço: “Isso abre a porta para que outros entrem e façam alguma investigação e pesquisa acadêmica, finita, sobre o que aconteceu no distrito de Hill”.

Esta história foi escrita por Justin P. Jones, um estudante repórter da Pittwire.


Pittsburgh I SwGbt - História

Desde o seu início em 1758, Pittsburgh tem sido uma cidade da música. Entre os primeiros colonizadores alemães e ingleses de Pittsburgh estavam músicos clássicos talentosos que ensinaram música aos filhos e filhas dos pioneiros, formaram sociedades de performance musical, abriram lojas de música, estabeleceram editoras musicais e compuseram obras clássicas. A Harmony Society fundou uma orquestra, construiu a maior sala de espetáculos do país, encomendou composições e executou a primeira sinfonia composta na América. Esses professores de música, intérpretes, compositores e empresários da música pioneiros estabeleceram a cultura da música clássica de Pittsburgh "fomentando" o nascimento da música americana.

Pittsburgh tem sido um caldeirão musical onde a música clássica europeia foi misturada com baladas inglesas, blues afro-americanos, jazz, doo-wop, rock, batida mundial e hip hop para criar os novos sons das baladas melódicas de Stephen Foster, o inovador Pittsburgh School of piano jazz, a batida Be-Bop de Blakey e Kenny Clarke, a seqüência de cordas Doo Wop dos Skyliners, a batida mundial de Rusted Root e a mistura de pop rock hip-hop de Girl Talk. Música quente derretida jorra da fornalha da cultura musical de Pittsburgh.

Um jovem Stephen Foster estudou música clássica com Henry Kleber, músico e proprietário de uma loja de música no centro de Pittsburgh. Apreciando a música dos primeiros shows de menestréis nos teatros de Pittsburgh, Foster era conhecido como TD Rice. A mistura da música clássica de Kleber com a música menestrel de TD Rice, Stephen Foster, criou um novo som americano. Suas canções ganharam popularidade nacional imediata, tornando-o a primeira sensação da música pop da América na década de 1840. Creditado como o "Pai da música americana", Foster foi o compositor norte-americano preeminente do século XIX. Suas canções "Oh! Susanna", "Camptown Races", "My Old Kentucky Home", "Beautiful Dreamer" e "Old Folks at Home" permanecem populares hoje, evidenciado por um prêmio Grammy de 2005 para um álbum de sua música: "Beautiful Dreamer ”.

A cultura musical de Pittsburgh continuou a crescer com o estabelecimento da educação musical obrigatória, sociedades musicais e entretenimento popular. Em 1844, Pittsburgh tornou-se o primeiro distrito escolar público na Pensilvânia e o quinto no país a instituir a educação musical obrigatória. Os alunos aprenderam canto, harmonia e teoria musical. Os talentos dos alunos de Pittsburgh foram apresentados três anos depois, em 1847, quando o professor de canto D.L. Bingham liderou uma apresentação de 700 alunos no Anthenaem Hall de Pittsburgh. A educação musical foi estendida às escolas negras em 1869 e continuou nas escolas integradas. Durante o século 19, a música clássica foi executada em Pittsburgh por várias sociedades musicais, incluindo Appolonians (1807), The Pittsburgh Music Society (1817), a Harmony Society Orchestra, a Pittsburgh Philharmonic Society (1853), o Mozart Club (1878), e a Art Society of Pittsburgh (1873). Essas sociedades foram as precursoras da Orquestra Sinfônica de Pittsburgh (PSO), formada em 1896. Sob a direção de Victor Herbert, a PSO se tornou uma grande orquestra americana, ganhando comparações críticas com a Filarmônica de Nova York e a Orquestra Sinfônica de Boston. Os membros do PSO deram aulas aos jovens músicos de Pittsburgh e trabalharam na instalação musical da Carnegie Tech.

Com o crescimento da indústria e manufatura do aço na década de 1880, a população de Pittsburgh cresceu rapidamente tornando-a a sexta maior cidade dos EUA em 1907. Atraídos por vagas de empregos de europeus orientais, italianos e sul-africanos americanos migraram para a área da Pensilvânia Ocidental. Esses novos Pittsburghers trouxeram novos elementos musicais e paixões para fervilhar o caldeirão da cultura musical de Pittsburgh. Os europeus orientais e italianos trouxeram sua música folclórica étnica, músicos e professores clássicos habilidosos, amor por sinfonias e ópera e seu desejo de progredir. The African Americans of the great northern migration brought their desire to advance culturally along with the roots of blues, gospel, and jazz.

In the late 19 th and early 20 th century the classical music culture of Pittsburgh fostered the careers of several of the greatest classicial pianists of the great 20 th century including virtuosos Earl Wild, Bryon Janis, Oscar Levant, Norman Frauenheim, Beveridge Webster, and Patricia Prattis Jennings. Pittsburgh has produced conductors Lorin Maazel and Antonio Modarelli oera stars Louise Homer, Florence Wickham and Andrew McKinley composers Adolph Martin Foester, Anna Priscilla Rischer, David and David Stock..

As the Pittsburgh population grew the demand for live musical entertainment grew. There were hundreds of venues for Pittsburgher to hear live music and to perform it. Pittsburghers danced to the music of ragtime and jazz on the riverboat cruises of Fate Marable and Louis Deppe. Vaudeville shows, musicals, and the big bands performed at the downtown theaters such as the Million Dollar Grand, the Nixon, and the Stanley along with the Hill District’s Roosevelt Theater and East Liberty’s Enright Theatre. Music was performed in dozens of clubs in East Liberty and the Hill that were open 24 hours a day catering to the mill shift workers. During the 1920s 25,000 to 30,000 people attended the entertainment venues of Pittsburgh daily. With the birth of broadcast radio in Pittsburgh live music was performed by studio orchestras and bands on KDKA and WCAE. The wealthy industrial elite of Pittsburgh hired local musicians to perform in their homes and at social functions. To accommodate larger classical music audiences the Pittsburgh Symphony moved to the 3,000 seat Syria Mosque. There was a wealth of live music to be heard in Pittsburgh. There were many jobs for Pittsburgh musicians.

In an interview bassist John Heard and saxophonist Stanley Turrentine attributed the success of Pittsburgh musicians to several factors: the investment in music in the school system, the Pittsburgh Symphony, the Carnegie Library, and the many concerts held in Pittsburgh. Pittsburgh children were exposed to great music. The Pittsburgh area schools required music appreciation classes and supplied students with free instruments and lessons. The schools had excellent music teachers and the university music departments were staffed by members of the Pittsburgh Symphony. Students learned how to perform playing in swing bands, string quartets, orchestra and bands. Other cities did not have these endowments for the arts.

A group of children gifted with natural musical talent was born in the Pittsburgh area or migrated to the area in the early 20 th century. Many learned to play by ear at an early age. Seeing the talent of these youngsters their parents sent them to Pittsburgh’s skilled music teachers to learn the classics. Hearing the wealth of classical and popular music in Pittsburgh’s entertainment venues and on the Pittsburgh’s live music radio stations, these young musicians were inspired to pursue music careers. Many became musicians to escape from grueling jobs in the mills. During the period of the 1920s through the 1950s a wave of instrumentalists and composer/arrangers swept from Pittsburgh to international prominence in piano jazz, big swing bands, be bop ensembles, the movie and television industries, and classical music.

Ragtime and Jazz were introduced to Pittsburgh by pianist and steamboat band leader Fate Marable who performed in Pittsburgh between 1907 to the early 1920s. Hiring a group of New Orleans musicians including a young Louis Armstrong, Fate Marble brought Jazz upriver from New Orleans to Pittsburgh with his steamboat bands. In the off-season he played piano in the clubs of the Hill District laying the foundation for the Pittsburgh school of jazz piano. Louis Deppe who came to Pittsburgh from Kentucky also played jazz on popular river boat cruises and in the clubs of Wylie Avenue. He hired a young pianist Earl Hines who invented modern jazz piano while touring with Deppe’s Seranders.

Earl Hines was the first of the Pittsburgh school of jazz pianists and composer-arrangers that includes Mary Lou Williams, Billy Strayhorn, Erroll Garner, Ahmad Jamal, Horace Parlan, Sonny Clark, Orlando DiGirolamo, Shirley Scott, and Johnny Costa. The Pittsburgh school of jazz piano was based on a foundation of traditional European classical techniques blended with African American music,

“Pittsburgh rivaled New York City in its development of the piano in Jazz…. Pittsburgh’s involvement with the piano was a major cultural phenomenon stimulated by the Great Migration’s thirst for cultural advancement and the traditional respect accorded to harmoniums and pianos in southern black life.” – Jazz on the River William Howland Kennedy

The young pianists Earl Hines, Billy Strayhorn, Mary Lou William and others studied classical music with European trained teachers such as Von Holtz, Charlotte Catlin, and Sturzio. They were taught music theory and composition in the public schools. They also heard the music of New Orleans from Fate Marable and Louis Deppe, along with blues artists like Ma Rainey and Jelly Roll Morton who played the clubs of Wylie Avenue. Earl Hines and Billy Strayhorn aspired to be classical concert pianists. But discrimination blocked their paths. Classical music was a white male only club. Instead they turned their talent to invent piano jazz and to compose jazz classics.

Trained in the classics many talented Pittsburgh musicians became band leaders, band members and arranger/composers during the big band era. Earl Hines, Billy Eckstine, Vaughn Monroe and Ted Weems led their own bands. Three students of Herman Clements, principal bassist of the Pittsburgh Symphony, became world renowned jazz bassists: Ray Brown, Paul Chamber, and Sonny Dallas. Song writer Jay Livingston studied with Fredrick Archer, the founder of the PSO. Three students of the Stanley Theatre Orchestra conductor Max Adler became big band arrangers: Strayhorn (Elllington), Mancini (Benny Goodman), Jerry Fielder (Alvino Ray). Mary Lou Williams wrote arrangements for dozens of bands. Roy Eldridge, one of defining trumpeters of jazz came to fame with the Gene Krupa band. Babe Russin recorded and performed with the biggest names of the Big Band era including Benny Goodman, Tommy Dorsey, Jimmy Dorsey, and Red Nichols. Art Blakey and Ray Crawford were members of the ground breaking Fletcher Henderson band.

Before the 1950 the big bands dominated popular music. Vocalists were just members of the band. The stars were the band leaders. Instrumental songs “Take the A Train” and “In the Mood” were classic hits. In July of 1942 the American Federation of Musician went on strike against the recording companies demanding that artists be paid recording royalties. All union instrumental musicians stopped recording from 1942 through 1945. As the strike went on the record companies releases recordings of popular vocalists singing with backup vocal groups. Canonsburg native, Perry Como’s release several popular songs during the strike. As a result of the strike popular music shifted from the instrumental music of big bands to the ballads of vocal stars and vocal groups. Vocalists came to dominate popular music in the 1950s. Billy Eckstein broke up his band and became a popular ballad singer. Formed big band singer Perry Como, Dean Martin, and Bobby Vinton scored dozens of hits and sold over 200 million records during the 1950s and early 1960s.

The Doo Wop and vocal group craze and overtook Pittsburgh in the 1950s. The Marcells came to fame with this 195t hit “Come Go With Me”. With their million selling hit song "Since I Don't Have You" the Skyliners became the first group to feature a string arrangement in a rock and roll song. Phil Spector sites “Since I Don’t Have You” as an influence on his "wall of sound" style of the 1960s. A wave of successful Pittsburgh vocal groups and performers found success including, the Del Vikings, the Four Coins, the Vogues, the Lettermen, Adam Wade, and Lou Christie.

With the British Invasion of the early 1960s and the rise of the R&B sound of Motown and Philadelphia International Pittsburgh baby boomer musicians came under the spell of rock and R&B. The first band of Pittsburgher to hit the rock charts was Tommy James and the Shondells with Hanky-Panky in 1966. During 1968-69 Tommy James and The Shondells sold more singles than any other artist in the world, including The Beatles. Starting with the Igniters in 1968 several groups signed major label contracts, toured the country, and scored hits during the late 1960s through the 1980s including The Jaggerz, Wild Cherry, Diamond Reo, the Granati Brothers, the Iron City Houserockers, the Silencers, David Werner, Billy Price, Norman Nardini. Donnie Iris, B.E. Taylor, and Pete Hewlett. Scoring mahor hits in R&B and Pop genres were Shanice, Syretta Wright, Bob Babbit, and the Steals Brothers, and Phyllis Hyman In the late 1980s three Pittsburgh became rock superstars Bret Michaels of Poison, Reb Beach with Winger, and Paul Gilbert with Racer X and Mr. Big.

In the 1990s Rusted Root and the Clarks hit the airways, charts, and national concert circuit. Blending world beats with rock Rusted Root created the all time classic smash hit “Send Me on Mt Way. Drummer Brian Young came to fame with the Poises and Fountains of Wayne. Paul Doucette hit the big time with Match Box 20. A new set of stars in emerging from Pittsburgh in the 21 st century: mash-up maestro Girl Talk, superstar rapper Wiz Khalifa , activist punk rockers Anti-Flag, and singing sensation Jackie Evancho.


Assista o vídeo: Disconnected Full Movie. FNAF SL Animated Minecraft Music Video (Pode 2022).